Tudo Sobre o Streaming de Prisão dos Anciões de Destiny

destiny prison of elders

Nesta quarta-feira, dia 6 de maio, a Bungie fez uma livestream de um dos conteúdos da nova DLC de Destiny, Casa dos Lobos. O vídeo mostra aos jogadores um pouco da Prisão dos Anciões, o modo cooperativo para três pessoas que será uma grande novidade do pack, juntamente com os Desafios de Osíris.

Assista ao trailer de Prison of Elders e prepare-se pelo que está por vir:

Algumas informações do que sairá na próxima DLC:

  • Anoitecer e Semanal não serão mais o mesmo assalto;
  • Serão cinco novas missões da história principal;
  • Um novo assalto na Lua chamado The Shadow Thief;
  • Novos contratos diários no robô do correio e com Petra, emissária da Rainha;
  • O patch 1.2.0 começou a ser liberado ontem, mas suas funções só estarão ativas quando a DLC sair daqui duas semanas, no dia 19 de maio;
  • A Bungie disse ao IGN que está desenvolvendo mais de uma raid (para 6 pessoas), mas que nenhuma delas estará disponível na Casa dos Lobos.

Confira abaixo o vídeo da transmissão completa da livestream de Destiny Prison of Elders:

Resumo da live de Destiny Prisão dos Anciões:

  • Prisão dos Anciões NÃO É uma nova raid. Trata-se uma atividade composta por seis arenas diferentes, cada uma com níveis diferentes, sendo eles 28, 32, 34 e 35;
  • De acordo com os caras do Polygon, a de nível 28 é a Prisão e a de 35 um modo chamado Skola’s Revenge. Ambos serão FIXOS e não mudam;
  • É importante lembrar que a Prisão é apenas o modo INICIAL e, ao que tudo indica, é fixo no Arrecife no modo 28. Ou seja, o que muda toda semana são os inimigos que você vai enfrentar. Os outros modos de nível 32 e 34 entram em um sistema de rotatividade entre cinco arenas diferentes;
  • Por causa dessa rotatividade, os inimigos também mudam a cada semana. No streaming apareceram a Colmeia e os Cabais, mas a Bungie confirmou que existem modos com os Decaídos e os Vex;
  • Diferente das raids, NENHUM dos desafios acima salva seu progresso. Você precisa completá-los de uma vez se quiser receber as recompensas. Se você e todo seu time sair da atividade, volta da primeira rodada;
  • Como muito se especulava, os modos são baseados em ondas de sobrevivência. Cada modalidade tem cinco rodadas, e cada uma delas três ondas. Se todos no seu time morrerem, você volta para o começo daquela rodada. As duas últimas rodadas sempre terão um boss final;
  • Sempre no começo de uma nova rodada, será exibido um modificador, que pode ser tanto positivo quanto negativo. Por exemplo, pode aparecer “seu escudo fica mais resistente, mas não regenera”, “sua arma primária tem dano aumentado”, “dano de arco aumentado de todas as fontes”, e por aí vai;
  • A atividade só é liberada depois que você terminar todas as missões da nova expansão;
  • Durante algumas ondas será necessário completar pequenos objetivos críticos dentro de um espaço de tempo, como capturar zonas enquanto elimina certos inimigos. Se o objetivo não for completado, seu time volta para o início da rodada e tem de começar tudo de novo;
  • Por conta da dificuldade de alguns desses objetivos, em certas ondas vai aparecer um canhão enorme (aquele das imagens promocionais das últimas semanas). São poucos os tiros, então a dica é saber usá-los na hora certa e contra os inimigos com maior nível;
  • Não existe reaparecimento automático. Se morreu, tem que esperar alguém da sua equipe te reviver;
  • Ao contrário do que tinham anunciado há alguns dias, a Prisão dos Anciões terá sim um sistema de matchmaking, mas parece que será APENAS no modo 28 (os outros devem exigir time fechado ou solo). O que alguns sites que já jogaram a expansão deram a entender é que os inimigos serão mais fáceis para times formados por jogadores aleatórios e com piores recompensas. Logo, jogadores de um mesmo esquadrão terão direito a um loot bem melhor;
  • Será possível solar todos os modos da Prisão dos Anciões;
  • Em determinados momentos, aparece uma teia gigante do nada que reduz sua resistência e velocidade (algo como o Peso da Treva da raid do Crota, só que pior);
  • Segundo a revista Game Informer, ao completar todas as cinco rodadas, você é volta para a câmara inicial e é levado para uma “sala do tesouro” com itens lendários e exóticos aleatórios. Esses itens, em especial as armaduras, podem ser devolvidos ao Variks, o Decaído do Arrecife que comanda a Prisão;
  • Falando nas recompensas, o sistema de loot é o mesmo das outras raids e desafios do Anoitecer: você pode jogar quantas vezes quiser, mas cada atividade garante prêmios apenas na primeira vez que você completá-la;
  • Ainda sobre as recompensas, quanto maior for o nível de dificuldade do modo, maiores elas serão. Por exemplo, a Prisão do nível 28 dá um engrama (lendário, azul, não foi especificado), 6 marcas da Vanguarda e 25 de reputação também na Vanguarda. As de nível 34 e 35 dão itens melhores, entre eles o Etheric Light, necessário para evoluir sua arma a 365 de dano. Independentemente da dificuldade, todos os modos dão reputação na Casa do Julgamento.
  • Por último: um dos apresentadores no streaming usava um canhão de mão lendário como arma secundária. Disseram que pode ser uma nova classe de arma.

Além da Prisão dos Anciões, a Casa dos Lobos contará com os Desafios de Osíris, um é baseado no modo eliminação, ou seja, duas equipes de três jogadores vão competir entre si. Vence o round a equipe que derrubar todos os guardiões adversários.

Caso isso não aconteça em menos de dois minutos, um ponto de captura será acionado no mapa e os times terão que conquistá-lo. A competição é uma melhor de nove, ou seja, quem vencer cinco rounds primeiro vence a partida.

Destiny está atualmente disponível para PlayStation 3 e 4, Xbox 360 e One. A expansão, Casa dos Lobos, chega no dia 19 de maio. É hora de tirar seus melhores equipamentos do cofre.