Boatos sugerem que redesign de Sonic custou R$147 mi

Os aplausos em torno do novo visual de Sonic para seu filme parecem ter recolocado nos trilhos o interesse dos fãs pelo projeto. Contudo, assim como toda refação na área cinematográfica, voltar à etapa anterior custa dinheiro. E com Sonic não foi diferente, ainda que não se trate de um astro de carne e osso tendo que refazer cenas.

Assim, os estúdios da Paramount Pictures Corporation precisaram quebrar o cofre do porco para cobrir o imprevisto, se é que se pode chamar isso de imprevisto. E de acordo com uma fonte, nada menos que US$ 35 milhões foram injetados nessa missão, uma valor que beira os R$150 milhões de reais, estando o dólar a R$4,20 no atual momento dessa postagem.

Contudo, uma fonte próxima aos envolvidos na produção afirma que o número está exagerado. De acordo com o que foi noticiado no site indiewire, esse número não chega nem a R$21 milhões.

A fonte diz ainda que o trabalho de efeitos visuais no filme estava longe de terminar quando a decisão de adiar o filme foi tomada. De acordo com a fonte, somente os efeitos apresentados no primeiro trailer é que estavam finalizados. Assim, todo o tempo que precisou ser pago foi o de criação conceitual em torno dos traços de Sonic, e não de sua animação e afins.

Por enquanto, a Paramount não abriu os números de investimento do filme. Sonic tem estreia mundial prevista par 14 de fevereiro de 2020. Ben Schwartz dubla Sonic, James Marsden, Tika Sumpter e Jim Carrey co-estrelam. 

O post Boatos sugerem que redesign de Sonic custou R$147 mi apareceu primeiro em Observatório de Games.