Após veto de Days Gone 2, profissionais do estúdio seguem desabafando polemicamente

Nessa semana, por meio de suas redes sociais, o diretor Jeff Ross agradeceu aos fãs que apoiaram a petição da sequência de Days Gone. Porém, o diretor demonstrou que existe uma relutância a outros comentários feitos pela equipe que desenvolveu o título.

Nos comentários da publicação de agradecimento, o diretor foi questionado se o que importava era o “amor” dos fãs ou a “compra pelo preço total” do título, em referência a fala do desenvolvedor criativo, John Garvin, feita na última semana. Sem demora, Ross afirmou que “o outro cara” havia dito isso, e ele [Ross] queria aumentar a base de fãs.

Seguidor: “Nosso amor ou compra pelo preço total significa muito para vocês?
Ross: “O outro cara disse preço total. Eu só quero aumentar a base de fãs, não importa o que

John Garvin, que trabalhou como diretor criativo e escritor no game, em entrevista com David Jaffe, afirmou que é necessário que os fãs comprem o jogo no lançamento, se esperam que a franquia tenha futuro.

Dito isso, é possível notar que os integrantes da desenvolvedora apresentam ideais e pensamentos contraditórios em relação ao game.

A publicação que foi questionada pelo fã teve o intuito de agradecer as pessoas que assinaram a petição, afim de ser desenvolvida uma sequência de Days Gone.

Na Amazon, Days Gone está disponível para PS4 por R$89 reais.

The post Após veto de Days Gone 2, profissionais do estúdio seguem desabafando polemicamente first appeared on Observatório de Games.